Skip to main content
criptomoedas

Sete passos para seu dinheiro render com criptomoedas

As criptomoedas podem ser uma ótima opção de investimento. Entenda o que são as moedas virtuais e como investir com segurança nesse novo mundo.

Já se passaram dez anos desde que o bitcoin surgiu e deu início a um futuro em que as moedas não dependem de bancos centrais para existir. De 2008 para cá, dois fenômenos importantes aconteceram: a moeda se valorizou absurdamente – dos iniciais US$ 0,003, hoje 1 bitcoin vale US$ 8.185. Ainda que a cotação tenha dado saltos e tomado tombos, a tendência, em longo prazo, é de crescimento. Quando se consolidar, o bitcoin vai ser tornar um ativo tão valioso quanto o ouro – será o ouro da internet.

O outro fenômeno foi a criação de centenas de criptomoedas. Muitas delas passaram a ser usadas para projetos de financiamento coletivo, outras começaram a revolucionar dezenas de setores da economia. Ou seja: as moedas virtuais são uma tendência inovadora. E tudo nesse universo é muito novo e cheio de oportunidades.

Quer fazer parte do futuro? Então siga estes sete passos para investir com segurança.

  1. Faça a lição de casa: 

    O bitcoin continua sendo a moeda mais comercializada, mas existem muitas opções. Para escolher uma moeda virtual, pesquise seu histórico e sua cotação.

  2. Entenda a tecnologia: 

    Não entre no mundo das moedas cripto só pelo hype. Saiba como elas funcionam, pelo menos o básico – resposta curta: são baseadas em blockchains, cadeias de blocos de dados com criptografia.

  3. Programe-se:

    Investir em criptomoeda não é tão diferente de investir no mundo “real”. É preciso programar quanto você vai colocar, e por quanto tempo e com qual objetivo.

  4. Crie sua carteira digital: 

    É bastante simples abrir uma conta pessoal – em geral, basta informar alguns dados pessoais, como o número do RG, com foto.

  5. Cuide da segurança: 

    De nada adianta a plataforma ser confiável e o blockchain garantir a legitimidade das transações se você compartilhar suas senhas de acesso.

  6. Seja cauteloso: 

    Esse ainda é um mercado que oscila muito. Por isso, sair correndo na primeira baixa, ou tentar sacar o dinheiro quando a cotação subir do dia para a noite, não é nada indicado.

  7. Peça ajuda: 

    Você até pode fazer tudo isso sozinho. Mas existem no mundo, corretoras de confiança, que aumentam a segurança para o investidor e ajudam a atuar de forma eficiente e ágil. Assim você potencializa seus lucros!

Criptomoedas: 10 dicas para minimizar o risco com hackers

Ao longo de todo o último ano, o valor roubado em criptomoedas passa de US$ 1,2 bilhão, segundo dados de uma pesquisa da ONG Grupo de Trabalho Anti-Phishing (APWG).

hacker criptomoedas

Para minimizar os riscos do cibercrime e salvar a pele de empresas e investidores do universo das criptomoedas, veja algumas dicas:

1. Crie um e-mail exclusivamente para tratar com sua corretora de criptomoedas, e não use esta conta para qualquer outro fim.

2. Nada de senhas óbvias: utilize senhas longas e complexas, composta de letras, números, símbolos, maiúsculas e minúsculas. É uma dica fácil, mas comumente ignorada.

3. Ainda em relação às senhas, jamais as armazene no computador.

4. Caso a corretora de sua conta de criptomoedas requeira autenticação de dois passos baseada em SMS e recuperação por e-mail, desative este recurso. Muitos hackers utilizam ataques por meio do número de telefone do usuário para invadir suas contas e roubá-los, convém não arriscar.

5. Pelo mesmo motivo, entre em contato com sua operadora de celular e solicite um código de acesso para sua linha telefônica.

6. Nunca exponha seu investimento em criptomoedas. Não fale sobre ele nas redes sociais, sites, fóruns ou qualquer espaço público.

7. Diversifique as corretoras onde fará seus investimentos em criptomoedas e utilize um e-mail e senha únicos para cada conta. Dificilmente um hacker invadirá todas. Neste caso, se for atacado, você não terá prejuízo total.

8. Manter as criptomoedas moedas offline, em uma cold wallet, também pode ser muito útil.

9. Hackers podem se passar por potenciais receptores de bitcoins. Para se proteger disso, tenha máximo cuidado com as corretoras escolhidas. Prefira empresas de idoneidade comprovada pelo mercado, e confira com outros usuários sua experiência com a companhia.

10. Muita atenção a ofertas de serviços relacionado a bitcoins, como plataformas de câmbio. Já houve casos em que empresas apresentaram esta oferta e, após receber os bitcoins, desapareceram da Internet. Este tipo de agente se oculta na deep web ou em plataformas de investimento de risco, então evite arriscar-se por estes caminhos.

Moedas digitais: medidas para investir com segurança

Quem investe ou planeja investir em moedas digitais, precisa ter em mente que um dos cuidados essenciais para evitar problemas é reforçar a segurança. Com o aumento de ataques e fraudes online, é fundamental a proteção de dados pessoais.

Escolha uma exchange (corretora) confiável

Na hora de escolher uma corretora para negociar as moedas digitais, o usuário precisa buscar informações sobre a reputação da empresa e entender se a mesma tem uma infraestrutura tecnológica confiável e segura, com equipes dedicadas.

Navegue em sites seguros

Jamais clique em links inseridos em e-mails com propostas de investimentos em criptomoedas e evite fazer negociações em sites desconhecidos. Uma forma de validar o endereço eletrônico é digitá-lo diretamente no navegador.

Crie uma senha forte

No momento de cadastrar-se na corretora para comprar as moedas digitais, o investidor deve escolher uma senha de acesso com 15 caracteres ou mais, que combine números, símbolos, letras maiúsculas e minúsculas. É importante também que nunca compartilhe esta senha e não a utilize em outros serviços, como e-mails e acesso a perfis em redes sociais.

Use a autenticação em dois passos 

O internauta deve instalar um aplicativo que realize esse tipo de autenticação, no qual, além de login e senha, deve fornecer um token – uma sequência de números que aparece no aplicativo de celular no momento de cada login.

Utilize um sistema para monitorar vazamento de senhas online

Vale utilizar serviços online gratuitos que notificam o internauta sempre que suas senhas vazam na internet, o que permite trocar imediatamente a senha e não a reutilizar.

Evite utilizar computadores de outras pessoas

Ao acessar a corretora de moedas digitais, o usuário deve utilizar seu próprio computador e evitar equipamentos de terceiros. Caso acesse o site pelo PC de outra pessoa, certifique-se de sair do serviço e não salvar senhas ou informações. Se for estritamente necessário fazer um de um computador compartilhado, faça uso da função “navegação anônima”. Ao concluir, feche completamente o navegador.

Um bom antivírus sempre ajuda

Utilize um bom antivírus e instale todas as atualizações solicitadas pelo sistema. Um antivírus não é impenetrável, portanto baseie sua segurança ao seu comportamento online mais do que na solução antivírus.

Não se conecte a redes Wi-Fi abertas 

Na hora de acessar a Exchange, não use redes Wi-Fi abertas (aquelas que não pedem senhas para a conexão inicial). Nesses casos, dê prioridade ao 4G do smartphone e o utilize como um roteador. Quando for “inevitável” usar o Wi-Fi público, é importante só acessar serviços em sites que utilizem HTTPS/SSL (cadeado no site).